Ana Hickmann fala sobre agressões de Alexandre Correa: “Ele foi um covarde, um canalha” - O Poti News

Ana Hickmann fala sobre agressões de Alexandre Correa: “Ele foi um covarde, um canalha”

Apresentadora afirmou que buscará justiça. Foto: Reprodução/TV Record.

A apresentadora e modelo Ana Hickmann deu a sua primeira entrevista oficial após revelar ter sido agredida pelo seu ex-marido, Alexandre Correa. Em conversa com Carolina Ferraz, Ana revelou a tensão que já existia na vida do casal, o que ocorreu no dia da agressão e quais medidas pretende tomar em relação à situação.

A apresentadora conta que as brigas verbais e ofensas eram constantes e que Alexandre tinha um perfil tóxico, fazendo comentários depreciativos sobre o seu corpo: “Era tóxica há bastante tempo. Tentei me desvencilhar algumas vezes, mas as pessoas ao meu redor tentavam te convencer que você [eu] estava errada. O Alexandre sempre teve um temperamento muito difícil. Explosivo. Nunca tinha sido ‘físico’ comigo. Mas explosivo, de falar. […]. Escutei muito que estava gorda. Ele tinha o dom muito grande de me fazer sentir uma merda”. 

Além disso, o casal acumulava dívidas, que juntas, somam mais de R$8 milhões. Segundo Ana, ela não tinha noção do tamanho dessa dívida e até mesmo pretendia trabalhar menos neste ano, por acreditar que o casal estava em uma situação financeiramente estável e apropriada. Ana não fez acusações diretas, mas deu a entender que parte das dívidas são fruto de fraudes do ex-marido: “Não posso entrar em detalhes, porque a investigação corre sob sigilo. O que eu posso dizer é que na quinta que antecedeu a agressão na minha casa, eu encontrei documentos, cheque, muita coisa. Tinham assinaturas que tenho certeza que não são minhas. Existe uma grande investigação de fraude, desvio e falsidade ideológica. É a única coisa que posso falar por enquanto”.

Até que no dia 11 de novembro, como já revelado anteriormente, as agressões se tornaram físicas. Ana conta que conversava com o filho sobre a situação financeira da família, que mudaria por conta das dívidas do casal. Alexandre não teria gostado do teor da conversa. “Por conta dessa conversa e de outras coisas que aconteceram antes, a briga começou, fui achincalhada pelo Alexandre, começou com uma briga verbal e depois terminou do jeito que o Brasil descobriu…”, conta. 

Casal estava junto a mais de 35 anos. Foto: Reprodução/Redes sociais.

Ela ainda detalhou o ocorrido:  “Ele começou a perder o controle mais ainda e eu comecei a gritar, pedindo socorro. ‘Socorro, chama a polícia!’ Nessa, eu comecei a me desvencilhar dele e eu fiquei com muito medo. Minha cozinha tinha uma porta de correr e quando eu fui fechar, começamos a brigar. Quando ele viu que eu não ia largar a porta, ele bateu com toda força e fechou a porta na parte do meu cotovelo. Nisso, eu sentei na mesa e eu não mexia mais meu braço, não conseguia mais ter movimento. Ele ia em direção à cozinha, ele ia pular a janela e ele só parou quando eu liguei 190 e a policial atendeu do outro lado. Ainda bem que existe o 190, porque se eu não tivesse ligado, ele teria entrado por aquela janela”.

Agora, Ana Hickmann afirma que buscará o divórcio e justiça. Ela ainda deu um depoimento forte, demonstrando a importância da Lei Maria da Penha: “Muita gente achou que eu estava quieta desse jeito porque eu ia voltar atrás. Não. Já dei entrada pela Maria da Penha. A lei tá pra nos proteger. Foi criada por conta de uma mulher que foi vítima disso e tantas outras que também foram vítimas. Eu cansei de dar notícias sobre isso no Hoje em Dia. A lei, que é cada vez mais forte, me protegeu”.

A apresentadora ainda afirma que as pessoas ao redor a desencorajaram a denunciar o marido, como acontece com muitas mulheres: “Muitos depois daquela ligação tentaram me convencer de não ir para a delegacia, no dia seguinte também. Agora entendo porque muitas chegam a ir à delegacia, prestam queixa e voltam atrás. Não é só por medo do agressor, é porque as pessoas te fazem fazer isso”.

O que diz Alexandre Correa 

Filho do casal tem apenas 9 anos. Foto: Reprodução/Redes Sociais.

Já segundo Correa, Ana estaria embriagada no momento das agressões e teria ficado agressiva. Alexandre afirma que esse tipo de acontecimento era comum: “Ana, no almoço, já tinha feito a ingestão de quase uma garrafa de vinho tinto. Eu não bebo há cinco anos. Mas quem bebe sabe que ingerir uma garrafa de vinho tinto a um calor de 40°C normal você não fica. E a Ana, toda vez que faz ingestão de álcool, nos últimos tempos, se tornou extremamente agressiva comigo na frente de todo mundo”.

Ele ainda afirma que a sua prioridade agora é o filho do casal: “Escreveram que eu quero agilizar a partilha de bens. Errado, mentira. A última coisa que eu tô querendo agilizar é a partilha de bens, o que eu quero agilizar é o direito de ver o meu filho. Faz 14 dias que não vejo o menino, estou com muita, muita saudade. Já chorei tudo que eu tinha pra chorar”.

As investigações do caso estão em segredo de justiça.