Após surgimento de nova variante no Nordeste, ministério da Saúde orienta dose de reforço da vacina anticovid - O Poti News

Após surgimento de nova variante no Nordeste, ministério da Saúde orienta dose de reforço da vacina anticovid

A OMS informou que as subvariantes JN.1 e JG.3 já foram identificadas em 47 países. Foto: Marcelo Camargo (EBC.

O ministério da Saúde emitiu uma orientação para a aplicação de uma nova dose da vacina bivalente contra a covid-19, em resposta ao surgimento de duas novas sublinhagens de uma variante no Brasil, denominadas JN.1 e JG.3. A medida atende especificamente ao público de pessoas com 60 anos ou mais e indivíduos imunocomprometidos acima de 12 anos que tenham recebido a última dose há mais de seis meses.

A decisão ocorre após a detecção da JN.1 e da JG.3, sendo a primeira identificada no Ceará. A JG.3, por sua vez, também foi localizada no Ceará e está sendo monitorada nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás.

Além da recomendação da dose de reforço, o Sistema Único de Saúde (SUS) está disponibilizando o antiviral nirmatrelvir/ritonavir para o tratamento da infecção causada por essas novas subvariantes em indivíduos com 65 anos ou mais e pessoas imunossuprimidas com 18 anos ou mais.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que as subvariantes JN.1 e JG.3 já foram identificadas em 47 países.