As contas de Carlos Eduardo - O Poti News

As contas de Carlos Eduardo

O ex-prefeito Carlos Eduardo tem enfrentado problemas com a avaliação do TCE referente a prestação de contas da época em que era prefeito de Natal.

O TCE opinou pela aprovação com ressalvas das contas de 2013, está avaliando o ano de 2014 e recomendou a desaprovação dos anos de 2015, 2016 e 2017.

Os relatórios ainda precisam ser avaliados pela Câmara Municipal que é quem tem a decisão final sobre a aprovação ou a desaprovação dos gestores municipais.

Por se tratar de um ano eleitoral o tema se torna ainda mais delicado para Carlos Eduardo que poderia ficar inelegível em caso de desaprovação pela Câmara Municipal de Natal.

Carlos Eduardo se posicionou

No X, antigo Twitter, Carlos Eduardo se posicionou sobre as notícias publicadas na imprensa sobre a avaliação do TCE das contas de suas gestões como prefeito de Natal.

“Não tenho contas reprovadas pelo TCE. Ainda vai ser julgada por todos os conselheiros. Não tem dolo, dano ao erário ou questão ética, apenas divergências entre os técnicos da PMN e os técnicos do TCE. Confio na aprovação final, pois nunca tive contas reprovadas no TCE”, disse o ex-prefeito.

Posse de Flávio Dino

O ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública, Flávio Dino, tomou posse nesta quinta-feira (22) como novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), na vaga deixada pela ministra aposentada Rosa Weber.

A solenidade foi concorrida e contou com as presenças do presidente Lula, vice-presidente Geraldo Alckmin, presidente do Senado Rodrigo Pacheco, presidente da Câmara Arthur Lira, governadora Fátima Bezerra, ministros de estado e muitos parlamentares federais.

Rogério Marinho tenta conquistar Álvaro Dias

O senador Rogério Marinho mandou um recado direto ao prefeito de Natal na tentativa de conquistar o apoio de Álvaro Dias para o projeto político do deputado Paulinho Freire.

Em discurso, por ocasião da inauguração da nova sede do Partido Liberal, Rogério Marinho declarou:

“Se o prefeito Álvaro Dias chegar nessa coligação, será bem-vindo, sem dúvida nenhuma, porque para ganharmos as eleições precisamos somar e multiplicar, não dividir”.

Existe muita expectativa pela decisão, ainda não tomada, de Álvaro Dias sobre em que palanque ele estará na eleição de outubro.

Lula recebe Lira e líderes da Câmara no Palácio da Alvorada

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reuniu-se na noite desta quinta-feira (22) com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), com ministros do governo e com líderes partidários da Câmara. O encontro teve a presença de cerca de 25 pessoas, no Palácio do Alvorada, residência oficial da Presidência. 

De acordo com o líder do PSB, deputado Gervásio Maia (PSB-PB), Lula agradeceu o desempenho da Câmara durante o ano de 2023, e ressaltou os resultados alcançados na economia, fruto da boa relação do Executivo com o Legislativo. Segundo ele, o presidente garantiu que esses encontros com  parlamentares serão rotina em 2024.

Estiveram presentes na reunião os ministros Fernando Haddad (Fazenda), Rui Costa (Casa Civil), Alexandre Padilha (Relações Institucionais), Paulo Pimenta (Comunicação Social) e Luciana Santos (Ciência e Tecnologia), que também é presidente nacional do PCdoB. 

Entre os parlamentares estavam o líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), e os líderes do MDB, deputado Isnaldo Bulhões (MDB-AL); do União Brasil, deputado Elmar Nascimento (União/BA); do PSD, deputado Antônio Brito (PSD-BA); do PSOL, deputado Pastor Henrique Vieira (PSOL-RJ); do PDT, deputado Afonso Motta (PDT-RS); do PP, deputado Dr. Luizinho (PP-RJ); do Podemos, deputado Romero Rodrigues (PODE-PB), e o líder da Maioria, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), que é o relator da Reforma Tributária na Câmara. 

Também participaram o prefeito de Recife, João Campos, que é vice-presidente do PSB e representou o presidente do partido, Carlos Siqueira, além da presidente do PT, Gleisi Hoffmann. 

Agência Brasil

Valdemar fura voto de silêncio, fala à PF e preocupa bolsonaristas

A notícia de que Valdemar Costa Neto contrariou os companheiros de investigação e decidiu falar à Polícia Federal, respondendo às perguntas feitas pelos investigadores da Tempus Veritatis, aumentou a preocupação entre bolsonaristas, sobre a existência de uma estratégia diferente de defesa pelo presidente do PL, na comparação com os demais investigados.

O próprio Bolsonaro tem se incomodado com sinais que tem lido como indicativo de que Valdemar poderia estar trilhando um caminho próprio para sua defesa, dando as costas para os demais investigados.

Recentemente, o advogado Marcelo Bessa, que representava Bolsonaro e Valdemar, deixou a defesa do ex-presidente e passou a se concentrar exclusivamente na defesa do presidente do PL.

A propósito, Valdemar não foi o único a quebrar o voto de silêncio. Anderson Torres também decidiu falar no depoimento.

Metrópoles