Cesta Básica atinge alta de 4,56% em Natal - O Poti News

Cesta Básica atinge alta de 4,56% em Natal

Em janeiro, o valor médio registrado foi de R$ 416,11, já em fevereiro subiu para R$ 427,13, e agora em março alcançou R$ 429,44. Foto: Marcelo Camargo/EBC.

O Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Natal (Procon Natal) divulgou os resultados de sua pesquisa mais recente sobre o preço da cesta básica na capital potiguar. Os dados revelam um aumento gradual nos últimos três meses, com um acréscimo acumulado de 4,56%.

Em janeiro, o preço médio da cesta básica identificado pelo Núcleo de Pesquisa do Procon Natal foi de R$ 416,11, registrando um aumento de 1,35% em relação ao mês anterior. Em fevereiro, esse aumento foi de 2,58%, elevando o preço médio para R$ 427,13. Já em março, o preço médio encontrado foi de R$ 429,44, representando uma variação de 0,54%.

A pesquisa também detalha as variações ao longo das quatro semanas de março. Na primeira semana do mês, o preço médio foi de R$ 432,40, enquanto na segunda semana foi registrada uma queda para R$ 430,94. Na terceira semana, houve nova alta, chegando a R$ 431,22, seguida por uma redução na última semana, com o preço médio atingindo R$ 423,18. Essas variações são comuns de acordo com o Núcleo de Pesquisa, que observa uma tendência de preços mais altos no início e mais baixos no final do mês.

O Procon Natal acompanha semanalmente 26 estabelecimentos comerciais na capital, coletando os preços de 40 itens que compõem a cesta básica, divididos em quatro categorias: Mercearia, Açougue, Higiene/Limpeza e Hortifrúti. A pesquisa abrange oito hipermercados, sete atacarejos e onze supermercados de bairro, representando todas as quatro zonas da cidade.

Dentre os produtos que contribuíram para o aumento de preço em março, está o feijão carioquinha, com preço médio de R$ 9,47, representando uma variação de 1,06% em relação ao mês anterior. A carne de primeira também teve aumento, com uma variação de 2,45%, passando de R$ 42,80 em fevereiro para R$ 43,88 em março.

A categoria de hortifrúti foi a que mais contribuiu para o aumento registrado na pesquisa mais recente, com uma variação de 9,23% em relação ao mês anterior. Onze dos produtos dessa categoria apresentaram aumento de preço em março, com destaque para o tomate e a cebola, que registraram variações de 36,82% e 19,62%, respectivamente.

O Procon Natal também calculou o poder de compra do trabalhador com base no salário mínimo atual, considerando o custo da cesta básica. Atualmente, o custo da cesta básica representa 32,88% do salário mínimo, o que equivale a 66,91 horas de trabalho no mês. No mesmo período do ano passado, esse custo era ligeiramente maior, representando 35,69% do salário mínimo da época.