Com sede em Natal, startup de bioinformática utiliza informações genéticas para promover vida mais saudável - O Poti News

Com sede em Natal, startup de bioinformática utiliza informações genéticas para promover vida mais saudável

O sequenciamento genético permite identificar a sequência de nucleotídeos, revelando informações sobre o DNA ou RNA de um indivíduo. Foto: Freepik.

No cenário de inovações nascidas no Rio Grande do Norte, uma startup que atua na área de bioinformática está transformando mundialmente a forma como entendemos e utilizamos as informações genéticas para promover uma vida mais saudável. Fundada em 2018 como a primeira empresa especializada em Bioinformática do estado, a DNA GTx Bioinformatics foi adquirida em 2022 por um grupo estrangeiro sediado em Dubai, que ampliou sua atuação para Brasil, Emirados Árabes Unidos e EUA.

“A ideia de criar a empresa surgiu para atender a uma demanda não apenas da saúde, baseando-se no crescimento do mercado de análise de dados genéticos no Brasil e no mundo, mas também do próprio mercado, que conta com uma quantidade considerável de pessoas se formando na área de bioinformática”, revelou Gisele Tomazella, gerente de operações da startup.

O mapeamento genético, um dos carros-chefes da DNA GTx Bioinformatics, ganha cada vez mais relevância, como demonstrado pelas histórias de figuras públicas como Isabel Teixeira e Angelina Jolie, que chocou o mundo ao anunciar a retirada das mamas, trompas e ovários. Ambas atrizes passaram por mastectomias preventivas após descobrirem, por meio do mapeamento genético, uma predisposição ao desenvolvimento de câncer.

De acordo com o IARC, braço de pesquisa do câncer da Organização Mundial da Saúde (OMS), a estimativa para cada ano do triênio 2023-2025 é de 73 mil novos casos de câncer de mama no país, representando 30,1% de todos os tumores malignos no sexo feminino. É um número de casos superior à soma da incidência entre as mulheres de câncer de pulmão, colo do útero, colorretal e tireoide.

O sequenciamento genético realizado pela DNA GTx Bioinformatics, aqui mesmo em Natal, permite identificar a sequência de nucleotídeos, revelando informações sobre o DNA ou RNA de um indivíduo. Esse processo, realizado com equipamentos específicos, utiliza amostras como sangue, saliva e biópsias tumorais, proporcionando insights sobre variações genéticas, síndromes, perfil de tumores e sua resposta a diferentes tratamentos.

Não restrito à saúde humana, o mapeamento genético estende-se a animais, plantas e até mesmo ambientes, como solo e água. Na agroindústria e meio ambiente, a empresa atua mapeando geneticamente animais, plantas e micro-organismos, contribuindo para a avaliação dos níveis sanitários e monitoramento da resistência a tratamentos biológicos.

A empresa também oferece serviços de análise completo do material genético, destacando mutações de impacto conhecido, avaliando mutações novas ou pouco estudadas e fornecendo indicadores relevantes para a priorização de tratamentos. Para os oncologistas, a empresa gera relatórios personalizados com sugestões medicamentosas e nutricionais, adaptadas a cada paciente.

Quem pode se submeter ao sequenciamento genético?

A resposta é simples: qualquer pessoa. Embora geralmente solicitado por médicos, não há obrigatoriedade de encaminhamento específico. No entanto, é crucial buscar aconselhamento genético para entender como utilizar as informações obtidas. Esse aconselhamento é essencial para a tomada de decisões sobre qualidade de vida, planejamento familiar e rastreamento de doenças hereditárias.