Empresa que atuou em Balneário Camboriú cobra R$ 73,7 milhões e vence licitação da Engorda de Ponta Negra - O Poti News

Empresa que atuou em Balneário Camboriú cobra R$ 73,7 milhões e vence licitação da Engorda de Ponta Negra

Viva Ponta Negra
Resultado foi publicado pela prefeitura na última quarta-feira (10). Município espera começar obra em até 90 dias. Foto: Alex Régis.

A Prefeitura de Natal anunciou oficialmente o consórcio DTA-AJM como vencedor da licitação para o projeto de alargamento da praia de Ponta Negra. A empresa com sede em São Paulo foi o selecionada entre três concorrentes, apresentando a proposta mais econômica, avaliada em R$ 73,7 milhões.

A DTA Engenharia, integrante do consórcio, possui experiência em obras semelhantes, como o alargamento da praia central de Balneário Camboriú e a dragagem de aprofundamento do Porto de Santos.

O consórcio será responsável pela execução de diversas obras, incluindo drenagem e aterro hidráulico para o preenchimento artificial da praia de Ponta Negra, bem como a complementação do calçadão da orla, conectando-o à Via Costeira.

Segundo a Prefeitura de Natal, a previsão é de que a obra tenha início em até 90 dias e seja concluída em mais 90 dias.

Antes do início efetivo da engorda da praia, a empresa deverá apresentar os projetos executivos ao Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) e obter a licença ambiental necessária. Uma licença prévia já foi emitida em julho de 2023.

Estima-se que serão utilizados 1,1 milhão de metros cúbicos de areia, provenientes de um banco de areia no mar próximo à costa, para alargar a praia em cerca de 4 quilômetros. A faixa de areia resultante terá até 100 metros de largura na maré baixa e 50 metros na maré cheia.

A iniciativa tem gerado preocupações entre os pescadores locais, que temem os possíveis impactos sociais e ambientais das obras, incluindo a incerteza sobre sua capacidade de continuar trabalhando durante esse período.

Em Balneário Camboriú, por exemplo, a erosão do mar levou à perda de 70 metros da área alargada cerca de dois anos após a conclusão da obra.