Enem 2023: participantes podem usar documentos digitais para se identificar - O Poti News

Enem 2023: participantes podem usar documentos digitais para se identificar

Apps dos documentos oficiais estão disponíveis para os sistemas Android e IOS. Foto: Governo do RJ.

Documentos digitais podem ser utilizados para identificar os participantes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2023. A identificação é possível por meio do e-Título, Carteira Nacional de Habilitação ou RG digitais, utilizando os aplicativos oficiais correspondentes. É crucial observar que capturas de tela não serão aceitas. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) conduzirá o segundo dia de provas neste domingo (12).

Para evitar contratempos, é fundamental que os participantes estejam cientes dos documentos de identificação válidos ao acessar o local de prova. Além de estarem detalhados no edital, essas informações e outras importantes estão disponíveis no Cartão de Confirmação de Inscrição, acessível na Página do Participante. Embora não seja obrigatório, o Inep recomenda que os participantes levem o cartão no dia do exame.

A apresentação de um documento de identificação oficial com foto é indispensável. São aceitos diversos documentos, como cédulas de identidade emitidas por Secretarias de Segurança Pública, polícias Militar e Federal, ou Forças Armadas. Identidades expedidas pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, incluindo refugiados, a Carteira de Registro Nacional Migratório e o Documento Provisório de Registro Nacional Migratório também são válidos.

Documentos de identificação fornecidos por ordens ou conselhos de classes, com validade legal como documento de identidade, podem ser utilizados. Passaporte, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho e Previdência Social (impressa e emitida após 27 de janeiro de 1997) também são aceitos.

Em casos especiais, quando o participante não puder apresentar o documento oficial com foto devido a extravio, perda, furto ou roubo, ele poderá realizar as provas. No entanto, é necessário apresentar um boletim de ocorrência expedido por órgão policial, com data de até 90 dias antes do primeiro dia do exame (5 de novembro). Nessas situações, a pessoa precisará passar por uma identificação especial no local da prova, por meio da coleta de informações pessoais.