Gravado e ambientado em Mãe Luiza, curta-metragem potiguar é selecionado para festival internacional de Cinemas Negros - O Poti News

Gravado e ambientado em Mãe Luiza, curta-metragem potiguar é selecionado para festival internacional de Cinemas Negros

Cenas da gravação do curta Felis. Foto: Auana Câmara.

O curta-metragem potiguar “Felis”, que retrata a vida de uma família composta por mulheres pretas enfrentando os desafios da doença de Alzheimer, foi selecionado para a 5ª Mostra Itinerante de Cinemas Negros – Mahomed Bamba. O festival acontecerá virtualmente entre os dias 8 e 16 de abril e presencialmente de 17 a 27 de abril, em Salvador.

A obra foi realizada pela Passa A Visão Produtora, microempresa de audiovisual que busca protagonizar a periferia potiguar em produções e discussões promovidas. Dirigido por Caio Medeiros, o curta-metragem conta com uma equipe composta principalmente por pessoas pretas, refletindo o compromisso com a representatividade.

“Uma equipe muito boa no que se propõe, além de que 90% da equipe é de pessoas pretas. Foi muito significativo”, contou.

O curta foi realizado através da Seleção Pública Cine Natal de 2022, promovida pela Prefeitura do Natal em parceria com a Secretaria de Cultura (Secult-Funcarte), com o intuito de apoiar o desenvolvimento de projetos audiovisuais potiguares.

Sobre o curta

A produção, lançada em fevereiro deste ano no Cine Passa A Visão, evento realizado no Espaço Pop, localizado em Mãe Luiza, apresenta a jornada de Janaína, uma jovem repórter que retorna à sua cidade natal para cuidar de sua avó, Felismina, recém-diagnosticada com Alzheimer. Ao lado de sua mãe, Carolina, elas enfrentam os desafios diários dessa condição, incluindo os altos e baixos emocionais da matriarca.