Lembrando de 2020… - O Poti News

Lembrando de 2020…

Na pré-campanha de 2020 para a prefeitura de Natal existia uma dúvida muito grande sobre quem receberia o apoio do ex-prefeito Carlos Eduardo.

Na época a relação entre Carlos e o prefeito Álvaro Dias era fria e distante, por esse motivo crescia a especulação sobre um possível apoio do ex-prefeito a candidatura do deputado Hermano Morais.

O ano de 2019 terminou e no início de 2020, Carlos Eduardo, afirmou que no mês de maio se posicionaria sobre a eleição municipal daquele ano.

Os entendimentos aconteceram e Carlos Eduardo apoiou a reeleição de Álvaro Dias indicando Aila Cortez como vice-prefeita e o final da história todos já conhecem.

Agora, em 2024, a história parece se repetir. O enredo tem acontecido do mesmo jeito e eu seria capaz de apostar que o final também será o mesmo. Claro que com os papéis invertidos. Agora Álvaro Dias é quem indica o vice e apoia Carlos Eduardo.

Eleição para presidência do Senado poderá afastar Rogério Marinho e Styvenson Valentim?

O senador Rogério Marinho tem sido constantemente lembrado por seus colegas da oposição para concorrer à presidência do Senado Federal contra o candidato governista Davi Alcolumbre (União Brasil) e contra a senadora Soraya Thronicke (Podemos).

Styvenson teria simpatia pela candidatura de Davi Alcolumbre com quem mantém boa relação de amizade e isso já poderia ser um problema diante da candidatura de uma colega do PODEMOS. Mas o problema poderá ser maior se houver confirmação de uma candidatura de Rogério Marinho.

Nesse caso a situação de Styvenson ficaria ainda mais delicada porque teria que escolher entre um amigo e parceiro no Senado, uma colega de partido ou seu principal parceiro político no Rio Grande do Norte.

Pesquisa Data Vero aponta ampla liderança de Allyson Bezerra em Mossoró

A rádio 93 FM de Mossoró, em parceria com o instituto de pesquisa Data Vero, divulgou pesquisa de intenção de voto para a eleição municipal.

Na pergunta estimulada o prefeito Allyson Bezerra (União Brasil) tem impressionantes 68,71% contra 9,93% da ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Na terceira colocação ficou a deputada Isolda Dantas (PT) com 3,48%, seguida do vereador Zé Peixeiro (Republicanos) e do ex-vereador Genivan Vale (PL) ambos com 1,82% e do vereador Tony Fernandes (Avante) com 1,16%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 13 e 14 de abril e foi registrada no TRE sob o número 00041/2024.

Desvio da BR em Lajes foi comprometido com as chuvas desta terça-feira

Com as chuvas que caíram nesta terça-feira (16) o trabalho que vinha sendo feito para a construção de um desvio na BR-304, depois que uma ponte se rompeu no dia 31 de março, foi para o espaço.

O volume de água do Rio Ponta da Serra, em Lajes, voltou a subir em virtude da forte chuva de ontem e a correnteza comprometeu o serviço que vinha sendo executado.

Senado aprova PEC sobre criminalização da posse de drogas

O Senado aprovou nesta terça-feira (16), em dois turnos, a proposta que inclui na Constituição Federal a criminalização da posse e do porte de qualquer quantidade de droga ilícita. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) teve 53 votos favoráveis e nove contrários no primeiro turno, e 52 favoráveis e nove contrários no segundo turno.

Apresentada pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), a PEC acrescenta um inciso ao art. 5º da Constituição Federal para considerar crime a posse e o porte, independentemente da quantidade de entorpecentes e drogas sem autorização ou em desacordo com a lei. Segundo a proposta, deve ser observada a distinção entre o traficante e o usuário pelas circunstâncias fáticas do caso concreto, aplicando aos usuários penas alternativas à prisão e tratamento contra dependência.

Após aprovada no Senado, a proposta seguirá para a análise da Câmara dos Deputados. Para que a mudança seja incluída na Constituição, a PEC precisa ser aprovada nas duas Casas do Congresso.

Correios anunciam cargos de nível médio e superior em concurso público

Os Correios anunciaram nesta terça-feira (16) que o concurso público da empresa trará vagas para os cargos de agente e de analista. O primeiro exige nível médio, e o segundo nível superior. O número de vagas ainda será definido, conforme a empresa. 

O cargo de analista terá oportunidades para as seguintes especialidades: advogado, analista de sistemas, assistente social e engenheiro. Segundo nota da empresa, levantamentos apontam a necessidade de profissionais dessas áreas. 

Os editais do concurso serão divulgados em setembro. Os aprovados já deverão ser convocados a partir de dezembro deste ano. 

Agência Brasil