Mais de 370 mil eleitores potiguares estão com títulos cancelados; saiba como regularizar - O Poti News

Mais de 370 mil eleitores potiguares estão com títulos cancelados; saiba como regularizar

Ainda é possível regularizar o título de eleitor até 8 de maio e votar nas Eleições 2024. Foto: Agência Brasil/EBC.

Um relatório recente divulgado pelo sistema de cadastro eleitoral ELO revelou que dos 2.973.160 eleitores registrados no estado, 370.961 estão com seus títulos cancelados, enquanto outros 20.163 estão suspensos.

Os municípios de Natal, Mossoró e Parnamirim são os mais afetados por essa situação. Na capital, dos 666.721 eleitores, 580.943 estão aptos a votar, mas 80.200 tiveram seus títulos cancelados e 5.578 estão suspensos. Mossoró, o segundo maior polo eleitoral, registra 23.882 cancelamentos e 1.344 suspensões, entre os 209.270 eleitores. Em Parnamirim, 15.513 títulos estão cancelados e 1.000 suspensos, de um total de 155.672 eleitores.

Na região Seridó, o município de Caicó também enfrenta números preocupantes, com 7.247 títulos cancelados e 514 suspensos, de um total de 52.350 eleitores. Já em municípios menores, como Viçosa, que possui o menor número de eleitores do estado, são 202 títulos cancelados e 19 suspensos, entre os 2.151 cadastrados.

Motivos para suspensão e cancelamento

As razões para a suspensão dos direitos políticos variam, podendo incluir a conscrição, condenação criminal ou por improbidade administrativa. Já o cancelamento do título eleitoral pode ocorrer por diversos motivos, como suspensão ou perda dos direitos políticos, pluralidade de inscrição, falecimento do eleitor ou por deixar de votar em três eleições consecutivas.

Como regularizar o título?

Para regularizar o seu título de eleitor e garantir o direito ao voto e à participação efetiva na democracia do país, o eleitorado com cadastramento irregular pode procurar a Zona Eleitoral da sua cidade para resolver sua situação. Mais dúvidas podem ser esclarecidas no Autoatendimento Eleitoral.

Eleitores têm até abril para regularizar título e votar em outubro