Operação de segurança do Carnaval 2024 no RN custou R$ 5 milhões - O Poti News

Operação de segurança do Carnaval 2024 no RN custou R$ 5 milhões

Para este ano, a Operação contará com um contingente diário de 3.200 policiais, distribuídos em diversas áreas estratégicas do estado. Foto: Ascom/SESED.

O Governo do Rio Grande do Norte apresentou nesta sexta-feira (9) o planejamento da Operação Carnaval 2024, em uma coletiva realizada na Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed). Com o objetivo de assegurar a tranquilidade dos cidadãos durante as festividades carnavalescas, o plano prevê um investimento de R$ 5 milhões na segurança pública.

Para este ano, a Operação contará com um contingente diário de 3.200 policiais, distribuídos em diversas áreas estratégicas do estado. O plano de segurança abrange as áreas urbanas e os municípios litorâneos que concentram grandes festas de Carnaval. A intenção é garantir a presença do Estado em todas as regiões, com um policiamento preventivo, ostensivo e atividades educativas e de fiscalização.

A Polícia Militar terá um reforço de 2 mil policiais por dia, com atuação em diferentes modalidades de policiamento nos principais pontos de festa, como Natal, Parnamirim, Apodi, Assú, Macau, Caicó e o litoral. O Corpo de Bombeiros também estará presente, com 1.174 militares atuando em pontos estratégicos do litoral potiguar e áreas urbanas específicas.

Além disso, o Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) terá equipes reforçadas em Caicó e Mossoró, realizando ações de conscientização sobre os perigos do golpe “Boa noite, Cinderela”, especialmente em áreas de grande concentração de foliões.

Uma novidade deste ano é a presença de duas aeronaves em operação durante o Carnaval: os helicópteros Potiguar 01 e Potiguar 02, que patrulharão o litoral Sul e Norte, respectivamente.

Por fim, a Secretaria da Administração Penitenciária (SEAP) empregará equipes extras e volantes para reforçar a segurança nas unidades prisionais durante o período carnavalesco, visando prevenir possíveis incidentes.