Para presidente da FIERN, mensagem anual da governadora pontuou boas perspectivas para o desenvolvimento do estado - O Poti News

Para presidente da FIERN, mensagem anual da governadora pontuou boas perspectivas para o desenvolvimento do estado

A governadora do RN, Fátima Bezerra, e o presidente da FIERN, Roberto Serquiz. Foto: Ascom/FIERN.

Nesta segunda-feira (5), durante a abertura do ano legislativo na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), a governadora Fátima Bezerra apresentou sua mensagem anual, pontuando avanços e parcerias em prol do desenvolvimento do estado. O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN), Roberto Serquiz, avaliou positivamente a mensagem, considerando-a propícia para a discussão de uma política industrial regional.

Em sua prestação de contas do ano de 2023, a governadora enfatizou a parceria com o governo federal e reconheceu o papel do Legislativo para a democracia. Ela também ressaltou a importância do setor produtivo no desenvolvimento estadual, mencionando os potenciais produtivos do estado.

“A governadora trouxe uma mensagem favorável ao desenvolvimento do estado ao anunciar alguns avanços como o início da recuperação das estradas com recursos disponíveis já a partir da primeira parcela do PEF [Plano de Promoção do Equilíbrio Fiscal]; o final da obra da Reta Tabajara; a federalização da RN-226 e a chegada da Zurich, nova operadora do Aeroporto de Natal”, pontua Serquiz. O presidente também viu como destaque a menção à conclusão da Barragem de Oiticica, prevista para julho, e recursos para construção de outras barragens. “A segurança hídrica é uma questão fundamental”, afirmou.

Para o presidente da FIERN, outro ponto de destaque na mensagem da governadora foi o anúncio do início das Parcerias Público-Privadas [PPPs]. “As PPPs são instrumentos facilitadores e vão auxiliar o Estado a realizar investimentos. A boa novidade foi a concessão da estrada para a Praia de Pipa via PPP, o que vai ser muito importante para o turismo do Rio Grande do Norte, que é um setor relevante para o Rio Grande do Norte e transversal aos demais setores econômicos”, comenta.