Piloto da Azul declara 'mayday' 25 minutos após decolar de Natal - O Poti News

Piloto da Azul declara ‘mayday’ 25 minutos após decolar de Natal

Imagem do site RadarBox mostra voo AD-4001, da Azul Linhas Aéreas, retornando para Natal após declarar emergência. Foto: RadarBox.

O voo AD4001 da Azul Linhas Aéreas, que partiu do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves com destino ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Minas Gerais, precisou realizar um pouso de emergência aproximadamente 25 minutos após a decolagem nesta segunda-feira (22).

O Airbus A320neo, que decolou às 2h35, teve que alterar sua rota sob declaração de emergência, pousando em segurança no aeroporto de Natal às 3h46. Felizmente, não houve feridos entre os passageiros e tripulação.

A situação foi evidenciada por um comunicado de “mayday, mayday, mayday” feito por um dos pilotos ao controle de tráfego aéreo, indicando perigo grave e iminente. A aeronave encontrava-se a mais de 36 mil pés de altitude quando os pilotos iniciaram uma descida emergencial para 10 mil pés, sugerindo possível problema relacionado à pressurização.

Apesar de não haver confirmação oficial sobre a natureza do incidente, a Azul Linhas Aéreas, ao ser contatada, informou que o retorno ao aeroporto de origem se deu por questões técnicas identificadas após a decolagem. O pouso ocorreu de maneira segura, e os passageiros desembarcaram normalmente.

A companhia ressalta que os clientes estão recebendo toda assistência necessária, conforme prevê a resolução 400 da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), e serão reacomodados em outros voos. A Azul lamenta eventuais transtornos causados e reforça que ações como essa são necessárias para garantir a segurança de suas operações“, afirmou a empresa.

A chamada “mayday” é um código internacional de perigo reconhecido pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANA), indicando a necessidade de assistência imediata. Após a comunicação de emergência, o controlador de tráfego aéreo autorizou a descida direta para o nível de voo 100.