Prefeitura assume “extra-teto” e cirurgias cardíacas serão retomadas, diz secretário - O Poti News

Prefeitura assume “extra-teto” e cirurgias cardíacas serão retomadas, diz secretário

O secretário de saúde de Natal, Dr. George Antunes. Foto: Alex Régis/PMN.

O prefeito Álvaro Dias anunciou que o município assumirá temporariamente o custo adicional de hospitais privados que suspenderam os serviços cardiológicos na cidade. A decisão foi divulgada nesta terça-feira (7) por George Antunes, secretário de Saúde. As cirurgias cardíacas serão retomadas e poderão ser agendadas a partir desta quarta-feira (8).

Antunes expressou preocupação com a situação financeira da cidade, afirmando que Natal está arcando sozinha com essa responsabilidade. Segundo ele, o governo do estado não repassou fundos devidos à cidade, resultando em uma dívida de R$ 70 milhões. Além disso, a prefeitura não recebeu os repasses mensais de mais de R$ 1,1 milhão. O secretário também mencionou que o Ministério da Saúde aprovou um aumento no financiamento para R$ 43 milhões, mas o valor ainda não foi liberado.

Outro desafio é o sistema de pactuação entre municípios, com Natal enfrentando um prejuízo anual de R$ 68 milhões devido a essa situação crônica. O secretário da SMS pediu uma reunião entre todas as partes envolvidas para encontrar uma solução, em vez de resolver os problemas pela mídia.

Após a autorização do prefeito, George Antunes planeja se reunir com os hospitais INCOR e Hospital do Coração para normalizar os serviços de cirurgia cardíaca. A prefeitura fornecerá um apoio financeiro de cerca de R$ 1,3 milhão para garantir que as cirurgias vasculares e cateterismos sejam realizados, priorizando os pacientes nas UPAs e internações. Em relação às cirurgias ortopédicas, Antunes afirmou que os procedimentos foram normalizados, mas a cidade está enfrentando um custo adicional de aproximadamente R$ 2 milhões devido ao “extra-teto”. Ele apelou por uma solução conjunta que não sobrecarregue apenas Natal com esses custos.