Saiba quem são e o que pensam os 4 pré-candidatos LGBTI+ que concorrem nas eleições de 2024 em Natal - O Poti News

Saiba quem são e o que pensam os 4 pré-candidatos LGBTI+ que concorrem nas eleições de 2024 em Natal

Os pré-candidatos a vereador de Natal: Brisa Bracchi, Janaína Lima, Thabatta Pimenta e Paulo Ovídio. Foto: Reprodução.

O Programa Voto Com Orgulho, que mapeia pré-candidaturas LGBTI+ nas eleições municipais, divulgou o primeiro boletim referente as eleições de 2024. Em todo o país são 150 pré-candidatos. Desse total, 132 fazem parte da comunidade efetivamente e 18 são pessoas ligadas à causa.

Dos 150 nomes listados, quatro são de pré-candidatos a vereadores de Natal: Thabatta Pimenta, Brisa Bracchi, Janaína Lima e Paulo Ovídio.

Para Thabatta, eleita a primeira vereadora tans na história do Rio Grande do Norte pelo município de Carnaúba dos Dantas em 2020, o crescimento no número de candidatos LGBTI+ na política representa o crescimento na igualdade de direitos.

A comunidade precisa cada vez mais ocupar esses espaços, que são nossos por direito também, para que a gente consiga revolucionar de verdade a forma de fazer política. Como a gente tem a maior parada LGBTQIA+ do mundo e não temos a maioria de representantes nesses parlamentos? É necessário a gente colocar na cabeça das pessoas, até da própria comunidade LGBTQIA+, que a gente precisa dos nossos e das nossas nesse espaço de decisão também”.

Já para Brisa, que é assumidamente bissexual e busca a reeleição, é necessário que membros da comunidade ocupem os espaços de decisão para diversificar a representação política no intuito de fortalecer a democracia.

Nos últimos anos, presenciamos o aumento preocupante dos discursos de ódio e ataques, em diversas frentes, à população LGBTQI+. Se o Brasil carrega hoje o triste índice de ser um dos líderes em violência à comunidade, nossa tarefa é nos manter vivas e visíveis. É urgente que mais de nós ocupemos os espaços de decisão”.

Janaína Lima, pré-candidata travesti, diz que acredita no crescimento das candidaturas LGBTI+ não só em Natal, mas em todo o Brasil, tendo em vista a necessidade de representação nos espaços de poder.

“É uma população que historicamente esteve à frente das lutas sociais, das organizações populares, mas que pela própria relação de dificuldades de nós termos pessoas LGBTQIA+, como figuras políticas de representação eleitoral, isso demorou muito para acontecer. A gente tem pessoas históricas que ocuparam esse lugar, mas hoje nós temos, sem dúvida, uma maior ampliação. Eu acho que a tendência é que nós possamos ter cada vez mais a presença garantida de pessoas LGBTQIA+”

O pré-candidato Paulo Ovídio, que se declara bissexual, acredita que o crescimento desse índice aponta para a necessidade de avanço no combate aos crimes contra a comunidade.

Somos o país com a maior segurança jurídica para a comunidade LGBT, somos ainda o país que mais mata LGBTs no mundo. Nós precisamos avançar nisso, precisamos conquistar espaços nas casas legislativas, nos executivos municipais e estaduais, no poder federal, e principalmente dentro dos órgãos partidários”.

Contudo, apesar do dado ser recebido com entusiasmo e esperança pelos membros da comunidade LGBTI+ brasileira, Thabatta aponta a necessidade de uma “união verdadeira” para lutar contra aqueles que “querem usar os nossos corpos como animadoras de comício”.

Chegou a hora de estarmos no lugar de protagonistas das nossas histórias, das nossas vivências, para que a sociedade como um todo também tenha esse olhar. Que nós, da comunidade LGBTQIA+, estamos na educação, na saúde, somos pessoas com deficiência, somos pessoas pretas, somos pessoas do interior, estamos na capital, somos pessoas trans e travestis, e estamos em cada recorte, em cada campanha específica”.

Conheça a trajetória dos quatro pré-candidatos a vereador de Natal que aparecem no relatório do Programa Voto Com Orgulho

Brisa Bracchi (PT)

vereadora Brisa Bracchi
A vereadora de Natal Brisa Bracchi. Foto: Luana Tayze.

Feminista da Marcha Mundial das Mulheres, militante do Enegrecer (Coletivo Nacional de Juventude Negra), iniciou sua trajetória na política em 2014 quando se aproximou do movimento estudantil ao ajudar a reativar o Grêmio Estudantil Djalma Maranhão do IFRN, integrando o movimento de juventude Kizomba.

Brisa foi Diretora de Mulheres da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e Coordenadora Geral do Diretório Central de Estudantes (DCE) da UFRN.

É a mulher mais jovem da história de Natal eleita para a Câmara de Vereadores e autora da Lei 7.208 que cria em Natal a Política Municipal de Saúde Integral LGBTI+. Com 22 anos, foi eleita com 2901 votos, pelo PT para compor a legislatura 2021-2024 da Câmara Municipal de Natal.

Thabatta Pimenta (PSOL)

A pré-candidata a vereadora de Natal, Thabatta Pimenta. Foto: Reprodução.

Iniciou carreira na política institucional a partir das eleições municipais em 2016, quando se candidatou a vereadora pelo PSDB em sua cidade, Carnaúba dos Dantas. Foi a 7ª candidatura com mais votos, mas não foi eleita, pois o partido não atingiu o quociente eleitoral.

Em 2020 foi novamente candidata a vereadora, quando se elegeu pelo PROS, sendo a 8ª candidatura mais votada da cidade e a primeira trans eleita vereadora no Rio Grande do Norte.

Nas eleições de 2022 lançou-se candidata a deputada federal pelo PSB, quando conquistou 40.533 votos, ocupando a posição de 14ª candidatura mais votada para o cargo no Estado.

Como vereadora de Carnaúba dos Dantas pautou questões relacionadas a pessoas trans gestantes e lactantes, bem como presidiu a Comissão de Educação, Cultura, Saúde e Assistência na Câmara Municipal. Enquanto ativista pelos direitos das pessoas com deficiência, aprovou projetos direcionados às pessoas com mobilidade reduzida e contra a linguagem capacitista.

Janaína Lima (PT)

A pré-candidata a vereadora de Natal, Janaína Lima. Foto: Reprodução/Instagram.

Desde os 15 anos, iniciou sua militância no movimento secundarista, expandindo seu engajamento nos grêmios estudantis ao ingressar na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Além de sua atuação no movimento estudantil, Janaína se dedicou a projetos sociais, trabalhando com economia solidária, juventude rural e educação em escolas públicas.

Janaína também se envolveu em espaços comunitários e movimentos sociais, sendo a primeira mulher trans a ocupar o cargo de editora-chefe em um jornal nacional, o Brasil de Fato. Além disso, fez história como a primeira gestora pública encarregada da política para a população LGBTI+ no governo do Rio Grande do Norte, entre 2019 e 2023.

Paulo Ovídio (Cidadania)

O pré-candidato a vereador de Natal, Paulo Ovídio. Foto: Reprodução/Instagram.

Paulo Ovídio iniciou sua participação na política na campanha de Vilma ao Senado em 2014, quando tinha 13 anos. Desde então, contribuiu para diversas campanhas eleitorais, tanto localmente quanto em outros estados, utilizando principalmente as redes sociais como meio de ativismo.

Colaborou com o plano de governo de Carlos Alberto para a campanha à prefeitura de Natal em 2020. Em seguida, participou da equipe de transição do governo Lula, no grupo de trabalho de questões orçamentárias da Secretaria Nacional da Juventude, ligada diretamente à presidência da República.

Em dezembro do ano passado, Paulo participou da quarta Conferência Nacional de Juventude, onde discutiu políticas públicas para a juventude, com foco especial na comunidade LGBTI+. Esse envolvimento o motivou a buscar iniciativas que promovam oportunidades de emprego e educação para esse grupo, defendendo a federalização do ensino técnico e a implementação de medidas de apoio psicológico e emocional nas escolas públicas para combater a violência e o preconceito.