UFRN solicita direito de resposta após coordenação do DCE afirmar que “o reitor deu as costas pros estudantes” - O Poti News

UFRN solicita direito de resposta após coordenação do DCE afirmar que “o reitor deu as costas pros estudantes”

Daniel Diniz, reitor na UFRN, estava em viagem administrativa na data da manifestação. Foto: Cícero Oliveira.

Após a publicação da matéria “O reitor deu as costas pros estudantes”, diz representante do DCE da UFRNpublicada ontem (26) pelO POTI, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio de sua assessoria de comunicação, solicitou ao portal o direito de resposta a respeito do tema.

A matéria trata sobre a manifestação que aconteceu na reitoria na última quinta-feira (25), onde os estudantes reivindicaram, entre outros temas, a suspensão imediata do calendário oficial da Instituição devido a greve nacional dos docentes federais.

Atualmente, professores, servidores técnico-administrativo e bolsistas da UFRN estão em greve, o que prejudica diretamente o cronograma dos alunos. A suspensão do calendário que está sendo pleiteada tem o objetivo de paralisar o cronograma para que as aulas perdidas sejam repostas posteriormente.

Sobre a ausência do reitor Daniel Diniz na manifestação, a coordenação do Diretório Central dos Estudantes José Silton Pinheiro (DCE/UFRN), entidade que representa os alunos da universidade, disse:

“Infelizmente, o reitor deu as costas pros estudantes, não quis dialogar com a gente ou sequer quis dar uma parcial sobre a reunião dos conselhos, sobre a data da reunião dos conselhos superiores que poderiam pautar a suspensão do calendário. Ele enviou pro reitor de assuntos estudantis, mas não é ele que vai suspender o calendário. Esse diálogo mais direto não está acontecendo, então precisamos ver de outras formas, uma forma mais política, com uma reunião dos conselhos, uma forma mais de pressionar, como foi o ato, mas o que a gente está trabalhando para que, sim, essas reivindicações sejam atendidas.”

A Universidade se pronunciou, afirmando que na data da manifestação, o reitor estava cumprindo agenda administrativa em Brasília, por isso designou o pró-reitor de Assuntos Estudantis para dialogar com os estudantes. Além disso, enfatizou que uma reunião com os movimentos estudantis já havia sido realizada na última segunda-feira (22).

Confira a nota na íntegra: 

O reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo, estava, no dia do ato, cumprindo agenda administrativa em Brasília-DF. Nesse sentido, designou o pró-reitor de Assuntos Estudantis, Edmilson Lopes, para dar continuidade ao diálogo com os estudantes, visto que o reitor já havia recebido a representação estudantil no dia 22 de abril. Na ocasião, o gestor explicou aos alunos que a instituição não poderia suspender o calendário acadêmico, seguindo o entendimento proferido no âmbito da Procuradoria-Geral Federal, na Nota nº 00014/2024/NUMF/ENS-IFES/PGF/AGU. Na mesma reunião, o reitor se comprometeu a atender às demandas dos estudantes, as quais foram cumpridas, por meio de ofício à comunidade, orientando pela garantia da permanência das bolsas dos estudantes grevistas e pelo não registro de faltas dos estudantes nas atividades acadêmicas, durante a greve, bem como pela reposição das atividades perdidas.

Reitor se reúne com movimentos estudantis para explicar sobre o funcionamento da UFRN durante a greve