Venezuela aumenta presença militar na fronteira com a Guiana - O Poti News

Venezuela aumenta presença militar na fronteira com a Guiana

Centro de Estudos pontua que governo venezuelano faz “jogo perigoso” com reivindicação sobre a região de Essequibo. Foto: Marcelo Camargo.

As tensões ao longo da fronteira entre Venezuela e Guiana estão aumentando, com ambos os países mantendo suas posições sobre a região disputada de Essequibo, rica em petróleo. Relatórios do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS), com sede em Washington, indicam que a Venezuela continua construindo infraestrutura e equipamento militar perto da fronteira.

A reivindicação venezuelana sobre Essequibo tem alimentado um clima de tensão pré-guerra na região. O aumento das atividades militares da Venezuela, incluindo a expansão da base militar na Ilha Anacoco, tem sido observado, levando a preocupações sobre a estabilidade na região.

O referendo venezuelano do ano passado, visto pela Guiana como um passo em direção à anexação de parte de seu território, intensificou ainda mais as tensões. A Guiana, apesar de possuir vastas reservas de petróleo, tem uma capacidade militar limitada para enfrentar uma agressão venezuelana, o que levanta preocupações sobre sua segurança nacional.

A comunidade internacional está monitorando de perto a situação, com recentes demonstrações de apoio à Guiana por parte dos Estados Unidos, incluindo voos de caças sobre sua capital. Essas ações visam fortalecer a cooperação de segurança bilateral e evitar qualquer escalada desnecessária de tensões na região.

Enquanto isso, líderes regionais e internacionais estão buscando uma abordagem diplomática para resolver as disputas territoriais entre Venezuela e Guiana e evitar conflitos desnecessários.

Maduro assina lei que anexa Essequibo à Venezuela

Brasil envia veículos blindados para a fronteira com a Venezuela